Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 
Óleo de coco reduz a gordura abdominal
 
 
 

 

O óleo de coco é uma ótima opção para quem quer emagrecer, afirma a nutricionista Flávia Morais, da rede Mundo Verde. Mas será que é verdade? Afinal, óleo parece algo muito gorduroso. Mas no caso do coco, não é.
A explicação é simples. Esse oleozinho especial contém um tipo de gordura do bem chamado triglicerídeos de cadeia média (TCM), que contribui para a perda de peso e para a redução da gordura abdominal. Além disso, gera saciedade e, por isso, diminui a fome. Dessa forma, contribui para o emagrecimento.
Esse alimento também traz outros benefícios para o organismo. "Ele tem importante papel no combate aos radicais livres e, por isso, retarda o envelhecimento, previne doenças crônicas como o câncer e reduz as taxas de colesterol sanguíneo", explica a nutricionista Flávia.
Quer mais? O óleo de coco é rico em ácido láurico, um tipo de gordura de ação antibacteriana, antifúngica, antiviral e antiprotozoária. Só para citar dois exemplos: ele pode combater a candidíase e a gastrite bacteriana.
Quanto consumir por dia? Comece com meia colher de sopa. Depois vá aumento aos poucos até chegar a 2 ou 3 colheres diárias. Mas cuidado com o consumo excessivo, pois pode dar diarreia.
O óleo de coco é estável quando submetido a altas temperaturas. Mas para preservar suas propriedades nutricionais, é melhor consumi-lo em preparações frias, como em saladas, sucos, shakes, torradas e até na tapioca. Você também pode usá-lo na finalização de pratos quentes.